Publicado em: qui, jul 18th, 2013

CRIANÇA NASCE NO HOSPITAL DR. FEITOSA SEM O ANUS E MÉDICOS SÓ NOTARAM O PROBLEMA 24H DEPOIS

Há 45 dias a trás uma criança do sexo masculino nasceu na casa de saúde Dr. Feitosa em Telêmaco Borba sem o anus, mas o problema só foi percebido 24h depois.

As informações são dos pais, Celso de Jesus Silva Junior (30) e Karen Patrícia Rafen (33), que disseram que no momento do procedimento por cesariana, nenhum médico pediatra estava acompanhando a criança.

De acordo com o pai, no primeiro momento acreditava-se que a criança estava bem, somente 24h depois os médicos perceberam que a criança estava se alimentando, a barriga estufando e as fraudas não sujavam, só então que os médicos perceberam que a criança não tinha o anus.

Imediatamente a criança foi encaminhada para Curitiba, único lugar disponível para o procedimento cirúrgico.

O pai conta que até o momento já foram realizadas três cirurgias, sendo que outras duas ainda serão necessárias.

Além do problema apresentado, os médicos ainda descobriram após os primeiros procedimentos que a criança não consegue urinar pelo local correto.

Segundo a família, 45 dias depois do nascimento, a criança ainda corre risco de morte.

Os pais continuam em Curitiba acompanhando os procedimentos cirúrgicos e a solução para o grave problema.

FAMÍLIA PRETENDE BUSCAR A JUSTIÇA

Celso de Jesus ainda comentou que resolveu expor a situação depois que ficou sabendo que os médicos obstetras resolveram paralisar o atendimento por falta do acompanhamento de um pediatra.

“Eu estou indignado pelo fato de os médicos pararem o atendimento só depois que aconteceu isto com meu filho, porque não pararam antes?”

“O que me chama a atenção é que agora ficam jogando a culpa no governo, mas no meu caso eu paguei o procedimento de forma particular e mesmo assim minha esposa não recebeu o atendimento de um pediatra. Se este profissional estivesse no local, teria feito um exame completo no meu filho e descoberto o problema logo que ele nasceu”. Concluiu o pai.

A reportagem do Repórter TB entrou em contato com o hospital e disponibilizou o espaço para um posicionamento sobre o assunto.

181088_596811440348325_984246804_n

Sobre o Autor

Exibindo 6 Comentar
Dê a sua opinião
  1. junior disse:

    nossa e foda ne nascer sem o anus

  2. Miguel Hassen disse:

    Em resposta a Senhora Damaris Nocera a familia nem teve acesso ao bebe pois o mesmo nem chegou ficar 10 minutos no quarto foi levado a emcubadora so retornando 24hrs depois com acontecido a mae nem chegou pegar o bebe no colo.quanto menos acompanhante.Eu e minha esposa tambem tivemos nosso tres filhos la tambem nunca tivemos problemas so que a administraçao e outra hoje.Nao estamos buscando dinheiro e sim para que nao aconteça com outras familias o que aconteceu conosco

  3. Miguel disse:

    Bom dia!
    Sou tio do menino que teve este problema relatado na reportagem e venho por meio deste mostrar o meu agradecimento e também a minha solidariedade as pessoas que também enfrentam ou enfrentaram problemas com seus entes queridos e outras que assim como eu estão indignadas com os problemas que ocorrem no dia no nosso dia a dia.
    Bem gostaria de esclarecer que todos temos direito de ser a favor ou contra, porem gostaria de esclarecer onde estavam os familiares e o companheiro da puérpera (mulher que acabou de dar a luz), meses atrás estávamos comemorando e planejando a chegada desta criança noites e mais nestes preparando enxoval, pensando na cor do quarto e de como seria o rostinho desta criança tão deseja e que nem era nascida ainda e já tinha uma família inteira se mobilizando para sua chegada.
    No dia do parto estávamos todos aguardando na porta do quarto com sorrisos, presentes e com o coração explodindo de alegria e carinho, loucos para colocar para fora aquela emoção que guardávamos durante toda gestação para dar a ao anjo que ali estava por vir, porem ele saiu do centro cirúrgico e logo foi para incubadora, pois estava com a glicemia baixa e nós parentes quase não tivemos tempo para demonstrar nossa alegria, muito menos despir o neném e fazer algum tipo de analise.
    Que Deus abençoe as mulheres que possuem este dom divino que é de gerar e dar vida a uma criança e a minha irmã que tanto aguardou e sonhou com este momento e não pode nem amamentar logo após o parto.
    Maninha e cunhado esta será apenas mais uma etapa de tantas que enfrentaram em suas vidas e como todas serão vitoriosas.
    Deus os abençoe!

  4. damaris nocera disse:

    bem como sou ex enfermeira, e trabalhei muitos anos em hospital de pequeno porte,,,devo informar a pessoa que mencionou onde estava a enfermeira ou técnica de enfermagem nessa hora que não observou o fato, ou o médico,,,e eu pergunto onde estava o acompanhante dessa puérpera que não observou que o bebe não evacuava? que não fazia xixi? então a culpa é só dos profissionais, ou a familia fica omissa a isso,,,ja morei em TB tive meus dois filhos la, com Dr Arnaldo,,,e não tenho nada a reclamar de la, eu acho incrivel que neste pais se busca indenização, não justiça….

  5. oracy disse:

    esses médicos são uns (editado) e falta de capacidade.

  6. Pessoal, essa é a hora certa para nos unirmos e fazer uma grande manifestação na cidade. Eu estou grávida e há vários dias estou acompanhando as notícias sobre a falta de médicos e já estava muito preocupada, temendo que aconteça algo comigo e com meu bebê, mas agora estou mais preocupada ainda. Temos que fazer algo, vamos pra rua cobrar uma atitude!!! Até quando as gestantes vão ficar a Deus dará?? Se isso aconteceu em um parto particular, imaginem o que pode acontecer em um parto pelo SUS?? É um absurdo que uma cidade com o porte de Telêmaco ainda sofra com esse tipo de coisa.
    #VAMOS PRA RUA

Deixe Seu Comentário

XHTML: Você pode usar essas tags de html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>